domingo, 14 de outubro de 2012

Olá Galera, tudo bem?

Eu sou Wanderley Nascimento o mais novo Compositor do Brasil, hoje com mais de 100 letras de minha autoria estou sempre ligado a Poesia e a música é minha grande paixão.

Wanderley Nascimento O Compositor Nota 10!!!®



Um Blog do Sistema Wanderley Entretenimento

                             Imagem Pessoal                   










Conheça o Nosso Novo Blog de Forró!

Imagem Pessoal






      



Imagem Pessoal










Meu Nordeste!



Meu Nordeste tem forró
Meu Nordeste tem baião,
Tem também festa junina
Com fogueira e balão.

Tem quadrilha animada
Na noite de São João,
Tem pamonha e canjica
E também animação.

Tem forró a noite inteira,
Milho verde pra assar,
Tem também moça solteira
Doidinha pra se casar.

Tem também muito xaxado
Xote pra xoxotear,
Tem também a vaquejada,
Que é o esporte do lugar.

Tem até uns cabra macho
Inspirado em Lampião,
O único rei do Cangaço,
Que reinou pelo sertão.

Terra de Luiz Gonzaga,
Dominguinhos e Marines,
Que mudaram o forró
Para se espalhar de vez.

Tem também gente sofrida,
Honesta e trabalhadora,
Que trabalha com a terra
Cuidando da lavoura.

Tem também muitos poetas,
Que nasceram no lugar
E espalham nossa cultura
Entre tantas, a mais popular.

V. & Poesias Wanderley Nascimento“autor dessa obra”.
Em: 13/06/14





Corrupção Ativa!



Em um mundo hipócrita e sem ética
A corrupção é predominante
Morre político e nasce político
E a corrupção é constante
Onde a palavra roubo
Tem outro significado
E torna-se apenas “desvio”.
Para a política brasileira
Não há solução e nem salvação
E em meio à roubalheira
A fome e a miséria aumentam
Enquanto eles inventam,
Outra forma melhor de roubar.
Somos os únicos culpados
Por votarmos em corruptos
E nos tornamos escrúpulos,
Por insistir em repetir.
É como se nós não cansássemos
De assistir o único fato
A tão conhecida “corrupção”.
Onde as leis só favorecem
Aos bandidos e a políticos,
Ou seja, gente da mesma laia.
É assim a grande maracutaia
Da política brasileira,
Com falhas na educação,
Saúde e transporte público
E ainda tem a segurança
Outro grave episódio estúpido.
A política brasileira
É a pobreza da nação.

Poemas Wanderley Nascimento“autor dessa obra”
Em: 09/06/14




Coração Ferido



Talvez tenha morrido por dentro,
Mas nunca deixei de te amar
E mesmo que minha vida
Tenha sido um tormento,
Não esqueci um momento
De te dar meu carinho,
Mesmo com esse espinho,
Que está cravado em meu peito
Eu acho que não tem jeito
Só me resta agora chorar.

Não me arrependo de te amar
Mas sei que me mataras aos poucos,
Pois estas palavras saíram de tua boca
Não sei se me ama ou me odeia,
Ou se gosta de mim por momento
Eu vivo em um sofrimento
Sem ter forças para seguir,
Talvez se eu deixar de existir
Terei seu verdadeiro amor.

Não é tarde para o recomeço
Ou talvez seja tarde demais,
Pois ninguém muda ninguém
E antes que encontramos alguém
Devemos pensar um no outro
Sei que o amor não está morto,
Mas precisa cuidados e reparos.

V. & Poesias Wanderley Nascimento. “autor dessa obra”
Em: 17/12/13








Conheça a Verdadeira Cultura Nordestina.

Imagem: Pessoal











Vida!

Se eu for embora a vida chora,
A vida ida, a vida agora...
Sim, vai ser agora,
Pois se a vida chora
Tenho que entender!
Por que tenho que ir embora?

Mas quero ficar
Eu não vou chorar,
Pois procuro entender!
Por que não posso te amar?

Se vou ficar quero buscar
Eu vou viver, vou te amar...
Tenho todo amor, mas na vida é dor.
Eu não quero ir embora
Sem saber aonde vou.

Nada quero ser
Se não encontrar você
E se você não me amar,
Eu vou sempre sofrer...

Mas vivo por te amar
Procuro te buscar,
Pois sempre vou viver
Com você a sonhar...

Vida amada,
Vida estragada,
Vida sofrida
E tão machucada.

V. & poesias: Wanderley Nascimento. “autor dessa obra”.
       Em: 24/12/05







Amor!


O amor é alegria 
que faz agente tremer,
é ternura e harmonia,
que nos faz enlouquecer.

O amor é água quente,
que nos queima sem doer,
pois nos deixa tão carente
mesmo sem perceber.

O amor é sedução
na hora de amar,
é felicidade é paixão,
que podemos alimentar.

O amor é mais do que paixão
é um sentimento esquisito,
mas completa teu coração
e te deixa bem mais bonito.

O amor é como uma canção,
que nos faz se apaixonar,
vai conquistando o coração
e nos deixa com mais vontade de amar.

V. & poesias: Wanderley Nascimento. “autor dessa obra”.
Em: 02/12/05








Lembranças de Uma Paixão.


Aos corações dedico amor,
paixões erradas ou não
dias claros e sem cor,
mas que aquece meu coração.
Laços abertos pra sempre,
laços gostosos refresca a mente,
sensação do cheiro da flor
e me refresca nos dias quentes.

Lembranças daquela paixão,
ternura perdida ao vento
relatando a minha recordação,
palavras soltas no tempo,
mas relato do meu coração
aquele terrível momento
sozinho nessa imensidão
aceitando o nosso lamento.

Sinceras saudades daquele seu jeito
amor perfeito talvez!
agora está tudo desfeito
era apenas lucidez,
amor perdido afirmo que sim,
mas foi embora pra longe de mim
eu preciso arrancar do meu peito,
um amor que não chega ao fim.

V. & poesias: Wanderley Nascimento. “autor dessa obra”.
Em: 15/02/06







Poema da Solidão


Fui poeta, fui menino.
Já nasci já morri.
Já sonhei e acordei
Já amei e desamei,
Pois o destino 
quis que fosse assim...
Já cantei e já chorei,
Mas os sonhos 
não morreram.
Esperei e desisti,
Persisti e esperei,
Pois talvez valesse 
à pena...
Já parti e já voltei,
Pois não tinha rumo 
certo.
Já dei nó e desatei,
Pois não vi o fim da
a corda...
Já andei e já parei,
Pois o caminho 
não era aquele.
Já plantei e já colhi,
Mas não gostei da safra...
Já confiei e me enganei,
Pois “quem ver cara, 
não ver coração”.
Já fui justo e injusto,
Sem usar a consciência.
Fui errante, fiz pecado,
Mas pequei na inocência...
Fui pisado, humilhado.
E pelo o mundo 
abandonado,
Mas construí meu 
próprio ser.
Fui menino e já cresci,
Apanhei e aprendi,
Já sonhei e acordei,
Mas foi Deus que 
me deu a vitória...

Poemas: Wanderley Nascimento. “autor dessa obra”.
Em: 09/10/09






Vestígios de Uma Paixão.


Socorro peço ao tempo
que o tempo cure essa dor,
que a mágica do pensamento
devolva-me o que levou,
sofri e estou sofrendo
lembrando daquele amor,
que um dia esteve comigo
e hoje me abandonou.

A saudade mata por dentro
lembrando nossos beijos de amor,
não te largo um só momento,
sofrendo com o pensamento
daquilo que me matou...

- A vida parece dura 
pra quem sofreu por amor
não há remédio nem cura,
que acabe com essa dor,
só o tempo cura a ferida
que um dia me machucou.

Que o tempo cure essa perda
pra eu voltar a sonhar,
quem sabe com a distância
eu volte a te namorar?
desejo ficar contigo,
mas não quero ser só amigo,
pois o que quero é te beijar.

V. & poesias: Wanderley Nascimento. “autor dessa obra”.
Em: 16/07/07